IFRS 16 (CPC 06 R2): Contratos de Parcerias Agrícolas

A norma IFRS 16/ CPC 06 R2, não se restringe aos arrendamentos mercantis. Ela inclui todos os tipos de contratos que, dentro das “condições estabelecidas pela norma”, transferem o direito de uso de um ativo.

Saiba mais sobre a mudança, impactos fiscais e um roteiro para adequar-se à norma IFRS 16 – Baixe o eBook

Como exemplos mais comuns de contratos de arrendamentos, temos: Locação de imóveis, máquinas, equipamentos e veículos. Também, no caso dos negócios agrícolas, o direito de uso de propriedade rural, entre outros. Ou seja, a norma é bem ampla e abrangente e se enquadra a diversos ramos de atividades desde indústria, serviços, comércio, até o caso do agronegócio nas “Parcerias Agrícolas”.

Neste artigo, você vai entender melhor tudo isso. Continue lendo!

Agronegócio: Parcerias Agrícolas

As Parcerias Agrícolas são práticas comuns na atividade econômica do agronegócio. Elas consistem em operações conjuntas, entre o arrendador e o arrendatário, sobre a exploração da terra.

Nesta modalidade de contrato, os pagamentos estão atrelados ao desempenho da terra, variando pelos preços das commodities (café, soja, açúcar, cana, etc.). E também pela produtividade da terra em si, inclusive alterando seu volume por sacas ou toneladas produzidas, dentro do período contratado.

Em suma, o IFRS 16/CPC R2, exige que tais contratos sejam mensurados de acordo com as parcelas fixas na essência. Isso gera enormes desafios no controle, contabilização e projeção de tais contratos.

WFN Lease: Adequação de contratos de Parcerias Agrícolas ao IFRS 16

Lançado em 2018, o WFN Lease é uma solução desenvolvida para administrar os contratos de locações e arrendamentos de qualquer segmento. Atendendo mais de 300 empresas, controla hoje mais de 50.000 contratos.
O software está disponível em nuvem. Ele abrange todas as regras de cálculo e modelos contratuais, tornando ágil e automatizadas todas as projeções de reajustes e cálculos a valor presente, com o reconhecimento financeiro e contábil das posições dos contratos.

O WFN Lease possui em sua base, modelos de conhecimento (templates) com as metodologias específicas de cálculo para o agronegócio. E também automatiza suas mensurações, sejam elas vinculadas aos preços das commodities ou com índices de correção, como IPCAs ou ATRs (Açúcar Total Recuperável / Consecana).

Através de relatórios dinâmicos e integrações automáticas com os principais ERPs do mercado, o WFN Lease permite o gerenciamento em tempo real dos seus contratos e compromissos de arrendamentos em parcerias agrícolas.

→ Leia também: Por que você precisa de um sistema para adequação à norma IFRS 16 / CPC 06?

Conheça algumas funcionalidades do WFN Lease para o Agronegócio:

  • Gestão de contratos por gênero de Parceiras; por Unidade, Localização e Estado; por volumes quantitativos (Sacas ou Toneladas);
  • Controle dos preços negociados;
  • Índices de reajustes por commodities (Soja, Açúcar, Algodão, etc);
  • Controle por Ano Fiscal e Ano Safra;
  • Mensuração automática do Ativo de direito uso e Passivo de arrendamento.

Saiba mais sobre o WFN Lease: agende uma apresentação com um de nossos consultores.

Deixe um comentário