+55 (11) 4590-0181
Voltar

Como as forças disruptivas do Blockchain impactam o papel do CFO

13 Setembro 2018

O Blockchain tem o potencial de impactar e redefinir o papel tradicional do CFO, além de revolucionar a função financeira.

As expectativas para o papel do CFO e a função financeira estão mudando. No último estudo da Ernest Young sobre as funções do CFO, 58% dos líderes financeiros identificaram o “digital” como uma das quatro forças disruptivas do papel do CFO nas empresas. A tecnologia Blockchain é um componente significativo dessa tendência digital, que agita a função financeira. Para a Markets and Markets Research, estima-se que o mercado global de Blockchain cresça mais de 18 vezes nos próximos anos: de US$ 411,5 milhões, em 2017, para mais de US$ 7,5 bilhões, em 2022.

Embora a tecnologia seja a base para a criptomoeda, como o Bitcoin, há uma variedade de aplicativos financeiros e contábeis além do domínio da criptomoeda em que o Blockchain pode ser aplicado. E, embora ainda esteja em seus estágios iniciais de desenvolvimento, com aplicações práticas em serviços financeiros focados principalmente em pagamentos e câmbio, o Blockchain pode revolucionar a maneira como a função financeira opera.

Como funciona a tecnologia Blockchain na prática

A tecnologia Blockchain é uma maneira de estruturar dados sem a necessidade de uma autoridade central. Um Blockchain é um banco de dados distribuído, que hospeda um número continuamente crescente de registros. O banco de dados armazena registros em blocos em vez de agrupá-los em um único arquivo.

Cada bloco é, então, “encadeado” ao bloco seguinte, em ordem cronológica linear, utilizando uma assinatura criptográfica. Como resultado, os registros não podem ser revisados, e qualquer tentativa de alteração é visível para todos os participantes. Esse processo permite que Blockchains sejam usados como ledgers (livro ou arquivo utilizado para registro e totalização de transações econômicas), que podem ser compartilhados e corroborados por qualquer pessoa com as permissões apropriadas. Esses ‘livros’ podem ser distribuídos por vários sites, países ou instituições.

Tipos de Blockchains

Com base nos participantes, Blockchains são categorizados como públicos, privados ou híbridos. Isso é semelhante a comparar a internet pública e a intranet de uma empresa:

Público e sem permissão: Os Blockchains públicos e sem permissão remetem ao Bitcoin, o Blockchain original. Todas as transações nesses Blockchains são públicas e nenhuma permissão é necessária para ingressar nessas entidades distribuídas.

Privado e com permissão: Esses Blockchains são limitados a membros designados, as transações são privadas e a permissão de um proprietário ou entidade gestora é necessária para ingressar nessa rede. Estes são frequentemente utilizados por consórcios privados para gerir as oportunidades da cadeia de valor da indústria.

Blockchains híbridos: A tecnologia sidechain foi desenvolvida como uma alternativa para promover integração entre Blockchains e adicionar funcionalidades, sem a necessidade de se modificar os scripts das Blockchains. Assim, permite que diferentes Blockchains (públicos ou privados) se comuniquem entre si, permitindo transações entre participantes através de redes Blockchain.

Como o Blockchain impactará o CFO?

Dentre as atribuições do CFO, estão a execução, aperfeiçoamento e o desenvolvimento do negócio. Essas funções abrangem posições como: confiar nos números, fornecer insights, organizar o negócio, financiar a estratégia organizacional, desenvolver a estratégia de negócios e se comunicar com o mercado externo. O Blockchain tem o potencial de impactar cada uma dessas posições, redefinir o papel tradicional do CFO e revolucionar a função financeira. Ainda conforme o estudo da EY, a futura função financeira usará Blockchains para aumentar a segurança de TI, gerenciar cadeias de valor estendidas e agilizar a execução de contratos.

Impactos na execução

Um dos principais objetivos do CFO é criar uma base financeira sólida e confiável para uma empresa. Como a confiabilidade é um atributo primário de qualquer sistema Blockchain, esse recurso está bem alinhado com as prioridades da função financeira.

Os Blockchains protegem a integridade dos dados, exigindo que todas as alterações ou edições das transações sejam validadas por todos os integrantes da rede, por isso, é praticamente impossível adulterar registros ou cometer fraudes.

O Blockchain também pode servir como uma valiosa fonte de dados para o departamento de análise de uma empresa, permitindo que as principais funções estratégicas e operacionais tomem decisões baseadas em dados adquiridos em tempo real. Dados de relatórios desatualizados e imprecisos podem levar a uma tomada de decisão deficiente, custos adicionais de entrega e financiamento de capital potencialmente desnecessário.

A tecnologia Blockchain pode ajudar as empresas a simplificar e padronizar dados complexos para permitir a detecção mais rápida de tendências de mercado e informações significativas. Insights derivados de uma análise mais eficiente ajudam as empresas a evoluir seus modelos de negócios e seus processos.

Impactos na organização e estratégia corporativa

Além de supervisionar os processos financeiros, o CFO determina e leva adiante a estratégia geral de negócios. É fundamental, portanto, que as finanças liderem iniciativas alinhadas aos objetivos estratégicos do negócio.
As metas de negócios determinam as tecnologias e os modelos de negócios digitais a serem utilizados e, essas metas e estratégias de negócios, devem orientar a estratégia de dados corporativos. A estratégia de gerenciamento de dados corporativos é o núcleo de toda a evolução digital em um negócio.

Aplicações da tecnologia Blockchain

Blockchain já é uma abordagem prática para resolver alguns problemas, e sistemas e aplicativos de larga escala estão em desenvolvimento, mas ainda levará algum tempo até que todo o seu potencial seja compreendido e colocado em prática. No entanto, os seus impactos podem ocorrer antes do esperado: seu potencial inclui ajudar a financiar funções para simplificar complexidades e, ao mesmo tempo, fornecer a capacidade de relatar informações financeiras com rapidez e precisão.

Entre os líderes financeiros pesquisados pela EY, 58% disseram em pesquisa global, que “precisam desenvolver sua compreensão sobre tecnologias inteligentes e digitais e análises sofisticadas de dados” para cumprir suas prioridades estratégicas. Um dos principais desafios para os CFOs é a capacidade de se adaptar às mudanças trazidas pela implementação da tecnologia Blockchain.

14 Junho 2021

Gesplan realiza série de Webinars sobre a IFRS 16 e automação na gestão dos contratos de arrendamentos

Após o sucesso da 1ª Edição do Webinar “IFRS 16 - Automação na gestão dos contratos de arrendamentos”, a Gesplan dará co...

Continue lendo
27 Maio 2021

5 funcionalidades do WFN Financing para o controle de Operações Financeiras

A gestão de operações financeiras é um verdadeiro desafio, tendo em vista a grande quantidade de informações precisas qu...

Continue lendo
20 Maio 2021

Integrações Gesplan: Conexão entre sistemas corporativos

O cenário das empresas, mesmo com a inserção cada vez maior de tecnologias em seus ambientes para facilitar as tarefas d...

Continue lendo