+55 (47) 2105-5000
Voltar

Sistema para IFRS 16 (CPC 06): critérios para avaliar

02 Junho 2020

Para buscar um sistema para IFRS 16, primeiro devemos lembrar que o novo padrão global de contabilidade de arrendamentos trouxe muitas dúvidas para empresas ao redor do mundo. No Brasil não foi diferente. Diante do CPC 06 (R2), a expressão nacional da norma, foi preciso reunir profissionais de diferentes áreas para obter respostas efetivas. 

Mas, uma coisa é certa: a tecnologia se mostrou indispensável para gerir contratos de arrendamento com eficiência, utilizando a nova norma de forma estratégica . 

Após o primeiro ano de vigência do IFRS 16 / CPC 06, ainda há perguntas a serem respondidas e espaço para explorá-las de maneira inteligente. Diante disso, a tecnologia será seu melhor aliado.

Com o objetivo de aumentar a transparência, o IFRS 16 / CPC 06 trouxe uma definição mais abrangente do conceito de arrendamento. Extinguiu-se a diferença entre arrendamento operacional e financeiro. E agora todo direito de uso e controle sobre determinado ativo deve ser contabilizado.

Muitas companhias ainda não adotaram uma solução tecnológica, mas terão de fazê-lo em breve. A norma traz complexidade não só para a contabilidade, mas para a empresa tomar decisões em geral.

Por isso, veremos adiante o que é preciso observar para escolher um software de gestão de contratos de arrendamento adequado e como as empresas podem se programar para fazer essa transição.

4 questões para avaliar em um software para IFRS 16 — gestão de contratos de arrendamento

Além de apoiar a gestão patrimonial e financeira, os recursos oferecidos por um software de gestão de contratos de arrendamento proporcionam resultados benéficos para a empresa como um todo. 

Ele ajuda a fortalecer as normas internas e o compliance, assim como facilita o relacionamento com stakeholders e investidores. Mas como escolher o melhor sistema para IFRS do mercado?

Os cinco pontos a seguir ajudarão a analisar os critérios fundamentais para fazer a melhor escolha.

1. Conformidade com o IFRS 16 / CPC 06

O novo padrão internacional aumentou o volume de contratos a serem contabilizados e passou a exigir a constante atualização de valores no balanço patrimonial e em demonstrações financeiras. 

A partir de certo ponto, usar planilhas deixa de ser produtivo e reduz a confiabilidade dos dados. 

É fundamental adotar um sistema que esteja em conformidade com as exigências do IFRS 16 / CPC 06 e ofereça recursos para calcular e reajustar valores de forma dinâmica, transparente e automática.

Que tipo de recursos o software em questão traz?

É possível dar baixa, cancelar contratos, ou ainda importar novos contratos, de maneira simples e rápida?

É possível automatizar cálculos e reajustes por quais taxas, índices e moedas?

2. Recursos de Apoio à Gestão

Outro ponto para se analisar é: quais recursos para apoiar a gestão financeira e patrimonial da empresa o software oferece? Essa é uma questão que se desdobra em algumas outras. Por exemplo:

É possível ter uma visão global e segmentada dos ativos arrendados e do passivo de arrendamento?

É possível projetar esses valores em diferentes cenários, utilizando índices de mercado?

O software apresenta esses cenários de maneira simples e dinâmica em relatórios de análise?

E ainda, muito importante, ele permite a integração de dados com o ERP? Como?

Todas essas questões são importantes para se ter ideia de como um sistema ou outro pode favorecer a sua equipe a ter uma visão mais estratégica do negócio. 

3. Confiabilidade e segurança dos dados

Uma questão mais simples, mas não menos importante é saber o quão confiável cada sistema é. 

Ele foi já foi testado amplamente? Por quais corporações? O que se diz a respeito?

Os dados da sua empresa estarão seguros? Que garantias é possível ter em relação a isso?

A segurança dos seus dados contábeis e a certeza de contar com um sistema confiável são fatores importantes na escolha de um software e facilitam processos como os de consultoria e auditoria.

4. Custo-benefício

Por fim, é imprescindível conhecer a relação custo-benefício de cada sistema. 

Os benefícios que ele oferece são superiores aos da concorrência? Que vantagens eles trarão para a sua empresa?

Por isso, é importante dedicar algum tempo para conhecer as opções do mercado e compará-las ponto a ponto. 

Só assim, será possível tomar a melhor decisão na escolha de um sistema de gestão de contratos.

Sistema para IFRS 16 da Gesplan – WFN Lease

Consciente da importância da gestão de arrendamentos para a tomada de decisões estratégicas, a Gesplan tem, desde 2018, uma solução voltada especificamente o IFRS 16 | CPC 06.

Os principais recursos e facilidades oferecidos pelo WFN Lease são listados a seguir.

  • Gerenciamento dos ativos arrendados;
  • Cálculos de projeções de reajustes, depreciação, taxas e juros;
  • Reconhecimento financeiro e contábil do saldo dos contratos a valor presente;
  • Segregação dos eventos contábeis (saldos, ativos, passivos);
  • Relatórios dinâmicos para reportagem e análise;
  • Informações unificadas das operações financeiras;
  • Solução Cloud ou On Premise.

Aprovado

O WFN Lease está validado por empresas auditadas por big four. 

Automático

Complementando o sistema de Gestão de Tesouraria da Gesplan, o WFN Lease oferece diversos recursos que automatizam cálculos, taxas e índices, otimizando a gestão e o controle da tesouraria.

A automatização garante maior controle e otimiza o tempo dos analistas ao facilitar tarefas como cálculos de adimplência, correção dos contratos (como índice de correção anual, por exemplo) e atualização dos impactos, liquidação antecipada, entre outros. 

Fácil de usar

O WFN Lease é simples de utilizar. Ele oferece templates que atendem aos padrões das operações de arrendamento e, assim, garante mais agilidade no cadastro de contratos, padronização e centralidade de informações, além de disponibilizar relatórios dinâmicos para reportagem e análise.

Integrado

Com integração automática dos indexadores, moedas e ao ERP, o WFN Lease permite complementar as informações financeiras de provisão, pagamentos e outros eventos à contabilidade e ao fluxo de caixa da empresa.

A Gesplan é líder na oferta de soluções tecnológicas para o Planejamento e a Gestão Financeira de grandes e médias empresas. 

Se você quer conhecer melhor os recursos do WFN Lease e saber como podemos atuar no processo de adequação da sua empresa ao CPC 06, solicite uma apresentação ou fale conosco agora!A Gesplan está à disposição para esclarecer o que for preciso. E se você quiser se aprofundar nesse tema, baixe o nosso e-book IFRS 16 | CPC 06 – Como adequar sua empresa às normas de contabilização de arrendamento.

Deixe um comentário

24 Novembro 2020

Como a tecnologia e o controle de fluxo de caixa evitam perdas financeiras expressivas

Já imaginou ter à mão todas as informações que você precisa para dar o melhor pela empresa?

Continue lendo
20 Outubro 2020

Impactos do controle financeiro no faturamento de sua empresa

Um dos aspectos fundamentais para que um negócio atinja as suas metas financeiras é ter um controle financeiro adequado....

Continue lendo
14 Outubro 2020

[Case] Como o Grupo Martins tornou os processos mais eficientes no controle da norma IFRS 16

O Grupo Martins foi fundado em 1953 e, em sua trajetória, construiu uma história de muitas conquistas, tornando-se um do...

Continue lendo